Como fazer um bom currículo


O currículo profissional deve causar uma boa impressão mesmo antes do candidato ser entrevistado pessoalmente. É o que afirma o headhunter do portal Recrutando.com, Luiz Pagnez. "A principal função do currículo é deixar o recrutador com uma boa impressão a ponto de convidar o candidato para uma entrevista. Através deste resumo, o recrutador poderá decidir em poucos minutos se o profissional possui as características desejadas ou não", afirma. Porém, o especialista alerta que o selecionador só será "fisgado" se encontrar realmente o que está procurando, pois geralmente os selecionadores trabalham focados em uma vaga específica e vão procurar características e palavras- chave que atendam aquela demanda. "Se a necessidade é encontrar um gerente de projetos com experiência no segmento da construção civil, não adianta o candidato destacar um PhD em Harvard se não deixar claro no objetivo profissional que ele atua como um gerente de projetos".

Agilidade

Para aumentar as chances de contratação e tornar o currículo mais atraente, o profissional precisa deixar bem claro o que ele sabe e quer fazer para ser encontrado facilmente, já que os recrutadores precisam "caçar" a informação de forma rápida.
A coordenadora de recrutamento e seleção, Marina Tchalian, conta que um consultor analisa uma média de 200 currículos por dia. Assim, não adianta entregar calhamaços, cheios de "perfumaria", mas carentes de dados objetivos e, pior, com erros de português. Uma ou duas páginas (para os mais experientes) é suficiente. "Além de um documento bem escrito, é preciso garantir a apresentação com informações concisas e fáceis de serem analisadas", afirma.